domingo, 4 de julho de 2010

Sobre a reunião de sexta

Nesta última sexta-feira (02), o coordenador geral do curso superior do IELUSC, Leandro Otto Hofstätter, convocou uma reunião com apenas um estudante de jornalismo para conversar sobre uma carta supostamente escrita pelo acadêmico. Buscando transparência e explicações sobre a crise do IELUSC, o estudante optou por chamar outros acadêmicos da instituição para a reunião. Logo, os professores Leandro, Silvio Melatti e André Scalco tiveram que conversar (mesmo que contra as suas vontades) com cerca de 30 estudantes de Comunicação.

Novamente, explicações baseadas em uma análise financeira foram utilizadas para justificar as demissões e os cortes na faculdade. Números perdidos, experiências particulares e falta de respeito durante as falas dos estudantes marcaram a reunião. Assim como na reunião com os professores, Leandro abriu seu discurso falando sobre os cortes são irreversíveis e demonstrou que a diretoria não será maleável. Sem nada de concreto, os representantes da direção asseguraram novas conversas com os estudantes, visando amenizar a falta de comunicação (problema reconhecido pela própria coordenação). Eles afirmaram que também não abrirão as contas da faculdade e que isso é uma “utopia” dos acadêmicos.

André Scalco (novo coordenadore de Publicidade e Propaganda) afirmou que o “bom professor” continuará preparando boas aulas, mesmo sem uma carga horária destinada para este momento. Diferente dos últimos coordenadores, Scalco foi indicado para o cargo pela Direção, não pelos professores. Quando perguntado se conseguirá conciliar suas funções no departamento de Marketing e na Coordenação, Scalco respondeu: “somente eu e a direção poderemos avaliar isso”.

Foi possível notar que a direção não possui um diálogo digno com seu próprio corpo docente, muito menos com os acadêmicos. Inúmeros professores estão insatisfeitos com as novas diretrizes do curso e, mesmo assim, a direção afirma que “neste momento temos a colaboração da maioria dos professores”. Obviamente um elo hierárquico pesa nesta suposta “boa vontade” dos professores. Se ela realmente existe, é partilhada principalmente pelos professores que agora estão bem acomodados no curso (poucos por sinal) ou que chegaram ao IELUSC a pouco tempo.

Sobre as publicações nas redes sociais da Internet, foi unânime a conclusão que a falta de transparência do IELUSC proporcionou inúmeros boatos. Também foi destacado que os primeiros boatos surgiram de alguns estudantes que, inclusive, trabalham para a instituição. Mas, também foi relatado que muitas hipóteses apresentadas na internet podem se tornar reais de acordo com o andamento da administração da faculdade nos próximos seis meses. De acordo com Leandro, uma delas é a possibilidade real do curso de comunicação fechar as portas caso os cortes não sejam suficientes para equilibrar a balança. A única boa vontade demonstrada pela coordenação foi relacionada a possibilidade de incluir em suas despesas semestrais eventos como os Jogos Universitários de Comunicação Social(JUCS).

Ao todo, a reunião se transformou em uma palestra de cunho justificativo sobre dados inexistente. Mesmo interrompendo as falas dos estudantes e debochando de suas conclusões, a coordenação teve que ouvir uma parte dos anseios dos acadêmicos. Os estudantes, por sua vez, reafirmaram sua preocupação com a qualidade de ensino. Através de diversos relatos, os acadêmicos demonstram sua insatisfação com o método de ensino e com a falta de incentivos para projetos, viagens e eventos. Os estudantes voltaram a afirmar que só reconhecerão a atual situação financeira do IELUSC com a apresentação das planilhas de gastos que comprovem a mesma. O IELUSC tem a liberdade de apresentar, ou não, estes dados financeiros e os estudantes também possuem a liberdade de fazer pressão, exigindo o mesmo. O próximo encontro com a Diretoria será no dia 2 de agosto, no anfiteatro. Exigimos que as explicações sejam dadas para todos os estudantes.

Estudantes interessados em articular os próximos passos do DACS podem comparecer na reunião do dia 6 de julho, às 19 horas, no IELUSC.

0 comentários:

Postar um comentário